prevenção do câncer de mama prevenção do câncer de mama

Outubro rosa e a importância da prevenção do câncer de mama

7 minutos para ler

Você está em dia com seus exames e hábitos saudáveis para uma possível detecção precoce e, principalmente, a prevenção do câncer de mama? Segundo o Ministério da Saúde, o câncer é a 2ª principal causa de morte no mundo, tendo sido responsável por 9,6 milhões de óbitos, em 2018. O câncer de mama é o 2º tipo mais comum, tendo atingido 2,09 milhões de pessoas, nesse mesmo ano.

Apesar do número assustador, essa doença costuma ter alta chance de cura, principalmente se descoberta prematuramente. Por isso, é importante dar atenção aos seus sintomas e fazer os exames periódicos.

Então, continue a leitura e fique por dentro dos seus principais sinais e saiba como pode ser feita a prevenção do câncer de mama!

Outubro Rosa: o que é e como surgiu?

O Outubro Rosa é um movimento internacional, surgido em 1990, com a primeira Corrida pela Cura, em Nova Iorque. No Brasil, a campanha de conscientização à população aconteceu em 2002, com o objetivo de alertar sobre a importância dos cuidados e de uma detecção precoce do câncer de mama e, agora, mais recentemente, do câncer de útero também.

Desde então, todos os anos, vemos manifestações de apoio e ações de alerta sobre indícios da doença e hábitos de prevenção — como propagandas na TV ou monumentos públicos iluminados no tom rosa.

O que é o câncer de mama? 

O câncer de mama é uma doença causada pelo surgimento e crescimento desordenado de células na mama. Essa multiplicação anormal gera um cisto, que pode formar um tumor. Todo esse comportamento das células é ocasionado devido a uma alteração genética, que pode ser herdada ou espontânea.

A espontânea corresponde a 90% dos casos e é provocada ao longo da vida. Apesar dos inúmeros estudos, os cientistas ainda não chegaram a uma resposta convicta para explicar sua causa. No entanto, já foram identificados fatores que estão direta ou indiretamente ligados ao aparecimento do câncer, como:

  • sedentarismo;
  • obesidade;
  • tabagismo;
  • álcool;
  • menstruação precoce;
  • primeira gestação após os 30 anos;
  • ausência de filhos;
  • histórico familiar.

Como descobrir a doença mais cedo?

Quanto mais cedo a mulher descobrir a doença, maiores as chances de sucesso no tratamento, por isso fala-se tanto em prevenção do câncer de mama. Para isso, são fundamentais os seguintes cuidados.

Autoexame

O autoexame é o mais simples de todos e pode ser feito pela própria mulher, em casa. Com movimentos nos dedos, é possível procurar algum caroço diferente nos seios, debaixo do braço ou na região do pescoço. Esse procedimento deve ser feito mensalmente e, de preferência, após 7 ou 8 dias do início da menstruação. Apesar de ser eficaz, ele não substitui os outros exames — que o complementam.

Consulta clínica

Esse é o exame clínico feito pelo toque do próprio médico, durante a consulta. Mesmo para pacientes saudáveis e sem histórico de câncer na família, o indicado é realizar, ao menos, 1 vez ao ano. Mulheres acima dos 40 anos, ou acima de 35 e que tenham familiar diagnosticado com a doença devem dar atenção ainda maior.

Ultrassonografia

Com a ajuda de um gel e um aparelho que emite ondas sonoras, o médico pode detectar, pela imagem, algum nódulo diferente. Esse costuma ser feito em conjunto com outros exames, como a mamografia.

Mamografia

É um exame que, por meio de raio-X, permite descobrir o câncer ainda precoce, sendo um dos mais eficazes dentre todos. Mulheres acima dos 50 anos devem fazê-lo anualmente.

Biópsia

Muitas vezes, a biópsia é feita quando nenhum dos exames anteriores conseguiu definir algum resultado com clareza. Então, uma parte do tecido suspeito é retirada e enviada ao laboratório, para analisar se o nódulo é benigno ou maligno, por exemplo.

Quais os principais sintomas do câncer de mama?

Os principais sinais podem ser os seguintes:

  • nódulo endurecido, na mama ou nas axilas;
  • inchaço nos seios, mesmo sem caroço;
  • vermelhidão na pele;
  • inversão do mamilo;
  • secreção nos mamilos;
  • dor na mama;
  • descamação do mamilo;
  • aparência de casca de laranja nos seios.

Quais cuidados ajudam na detecção e prevenção do câncer de mama?

Há diversas maneiras de a mulher detectar precocemente e prevenir o aparecimento do câncer de mama. Veja as mais indicadas pelos especialistas!

Ter alimentação saudável

O excesso de gordura corporal aumenta o risco de câncer. Assim, o recomendado é manter uma alimentação saudável, evitando comidas muito processadas (suco em pó, milho em lata), os embutidos (presunto, mortadela) ou aquelas com excesso de açúcar (refrigerantes). Dê preferência a alimentos in natura, como vegetais, legumes, frutas, leguminosas, cereais integrais. 

Não fumar

Além de o cigarro ser prejudicial a diversos aspectos da saúde, o tabaco e a nicotina são reconhecidos como responsáveis pelo surgimento de diversos cânceres, pois propiciam a multiplicação de células neoplásicas. 

Praticar atividades físicas

Mesmo no caso de pessoas magras, as atividades físicas ajudam na prevenção, pois contribuem para o equilíbrio dos níveis hormonais e fortalecem o sistema de defesa do organismo. Ou seja, é preciso combater o sedentarismo com, ao menos, 30 minutos de caminhada por dia.

Evitar aquecer recipientes plásticos

Bisfenol A e ftalatos são substâncias nocivas, com potencial de aumentar o desenvolvimento do câncer. Elas são liberadas a partir do aquecimento de vasilhas e garrafas de plástico, por isso é recomendado evitar levar esses itens ao microondas ou deixá-los debaixo do sol.

Evitar exposição à radiação

O gás natural, que tende a se concentrar em minas subterrâneas, por exemplos, está associado ao surgimento do câncer. Os operadores de raio-X, por trabalharem com exposição prolongada à radiação, devem tirar férias a cada 6 meses e ter cuidados redobrados com os exames.

Adotar medidas profiláticas no caso de risco elevado

Pessoas que têm parentes próximos (como pai, mãe, irmão) diagnosticados com câncer e que tenham obtido um resultado alto no exame de probabilidade de câncer podem precisar fazer uso de um medicamento específico para a prevenção. No entanto, ele oferece riscos e efeitos colaterais, que devem ser avaliados para cada caso.

Fazer exames periódicos

Os exames precisam ser realizados periodicamente, pois são o único jeito de ajudar na descoberta prematura da doença e elevar as oportunidades de cura. O de autoexame, como falamos, é prático e feito em casa. O clínico e a mamografia são feitos com o médico.

Assim, não deixe de encaixar no checkup, a consulta com o ginecologista, que é o especialista responsável pelos exames ginecológicos e de detecção precoce e prevenção do câncer de mama.

Gostou do artigo? Compartilhe-o nas suas redes, para que suas amigas também saibam dessas informações tão importantes!

Posts relacionados

Deixe um comentário