prevenção do câncer de próstata prevenção do câncer de próstata

Novembro azul: prevenção do câncer de próstata

6 minutos para ler

Todo mês de novembro, a mesma campanha ganha forças: o Novembro Azul com a prevenção do câncer de próstata. Mas você entende a importância de falarmos sobre isso? Segundo o INCA (Instituto Nacional do Câncer), o câncer de próstata é o 2º tipo mais comum entre os homens, perdendo apenas para o de pele. O mesmo instituto levantou uma estimativa de 68.220 novos casos da doença para os anos de 2018 e 2019 — e ela é, ainda, a 2ª principal causa de morte por câncer em homens.

Os números são amedrontadores, mas, felizmente, se ele for descoberto cedo, as chances de cura são altas. Por isso, todo ano você ouve falar da campanha, para ficar por dentro dos principais sintomas e formas de prevenção, garantindo a redução de muitos casos.

Para ajudá-lo nessa conscientização, preparamos este texto com as informações que você precisa saber sobre o tema.

Acompanhe!

Novembro Azul: o que é e como surgiu?

Novembro Azul é uma campanha mundial, que tem como objetivo conscientizar a população e, principalmente, os homens a respeito do câncer de próstata. Ela teve início em 2003, na Austrália, aproveitando a comemoração do Dia Mundial de Combate ao Câncer de Próstata, em 17 de novembro.

Nessa data, um grupo de amigos, com a intenção de iniciar um movimento e chamar a atenção para a saúde masculina, deixou o bigode crescer — o fato foi inusitado na época, já que, usar o bigode dessa forma no país era algo fora de moda. Juntos, eles fundaram a Movember Foundation, uma organização sem fins lucrativos, com o intuito de arrecadar fundos para auxiliar nas pesquisas e nos tratamentos. 

No Brasil, o movimento começou em 2008. A cor azul e o símbolo do bigode pegaram, ajudando a identificar ainda mais a campanha. Com isso, o Movember passou a representar não só uma fundação, mas também uma ideologia, promovendo os bigodes e incentivando as reuniões com discussão sobre câncer de próstata, de testículo, depressão masculina, entre outros.

O que é o câncer de próstata?

A próstata é uma glândula localizada entre a bexiga e o reto. Ela é responsável pela produção de, aproximadamente, 70% do sêmen, sendo importante para a fertilidade.

O câncer de próstata é a multiplicação anormal de células no tecido da próstata, levando à formação do tumor. Quando avançado, tem capacidade para invadir outros tecidos e órgãos, por via linfática ou sanguínea.

A maioria dos casos de câncer de próstata ocorre em homens a partir dos 65 anos de idade, mas os exames devem ser iniciados por volta dos 45, principalmente se houver histórico familiar.

Quais os principais sintomas do câncer de próstata?

Os sintomas mais comuns relatados são:

  • vontade repentina e urgente de urinar;
  • diminuição do jato de urina, que pode sair em gotas;
  • dificuldade ou dor na hora de fazer xixi, sendo preciso, em alguns casos, fazer muita força;
  • aumento da frequência de urinar;
  • dificuldade de ereção;
  • dor ao ejacular;
  • sangue na urina ou no esperma;
  • dor no testículo;
  • dor na parte de baixo das costas ou na pélvis.

Quais os cuidados que ajudam na prevenção do câncer de próstata?

Os médicos são unânimes: faça os exames e tenha uma vida saudável. Os principais cuidados são os seguintes.

Ter alimentação saudável

Tudo aquilo que comemos influencia nossa saúde. Ao mesmo tempo que determinados alimentos aumentam a predisposição para o surgimento de um tumor, outros protegem o organismo contra a doença.

Assim, é recomendado evitar aquelas comidas muito gordurosas e ultraprocessadas, como salgadinhos, refrigerantes, macarrão instantâneo, salame, mortadela, pipoca de microondas. Por outro lado, aumente o consumo dos alimentos mais naturais, como legumes, verduras, frutas, iogurte, cereais integrais, leguminosas. Na vontade de um petisco, prefira aquela pipoca de panela.

Não fumar

Se você deseja um futuro saudável, afaste-se do cigarro. Seus componentes, como nicotina e tabaco, estão ligados à incidência de câncer, já que colaboram para o surgimento e aumento das células neoplásicas. 

Diminuir o álcool

A cervejinha do final de semana está liberada, na maioria dos casos. Contudo, é preciso moderação. O exagero constante no consumo do etanol também está associado ao aumento dos casos, pois facilita a entrada de outras substâncias carcinogênicas nas células.

Praticar atividades físicas

O sedentarismo, mesmo em pessoas magras, também é eleito como um fator preponderante ao aparecimento de câncer. As atividades colaboram para o equilíbrio dos níveis de hormônios e aumento das células de defesa do corpo. Para um efeito positivo, o ideal é que os exercícios físicos sejam constantes, como uma corrida leve de 30 minutos por dia. 

Fazer um checkup

Também é essencial as consultas periódicas ao urologista e a realização dos exames de acordo com a faixa etária recomendada, ou segundo as orientações do especialista.

Quais são os exames para câncer de próstata?

Na maioria das vezes, os exames só são feitos em pacientes que apresentam sintomas ou que apresentam algum fator de risco — como ter mais de 45 anos. Os principais são os seguintes.

Exame de toque retal

É o mais comum para diagnosticar o tumor e é feito em consultório médico. Nele, o especialista verifica alterações na glândula, como nódulos. Sua duração é de aproximadamente 10 segundos, e o procedimento não provoca dores.

Dosagem de PSA

É o exame de sangue para verificar antígenos específicos da próstata, que são moléculas produzidas pela glândula — ele é importante, pois, geralmente, no câncer de próstata há grande concentração de PSA. Esse procedimento é complementar ao exame de toque retal.

Quais são os tratamentos para câncer de próstata?

Os tratamentos mais comuns e reconhecidos por sua eficácia são os seguintes:

  • cirurgia: retira-se a próstata e, em determinadas situações, as ínguas da virilha;
  • radioterapia: pode de feita quando o tumor ainda é bem pequeno e não chegou a atingir outros órgãos;
  • quimioterapia: é feita pela aplicação de remédios na veia, ou pelo uso de comprimidos.

Muitas vezes, as reações aos tratamentos são desagradáveis, como enjoo e mal-estar, além de poder causar a impossibilidade de ter filhos. Com isso, a recomendação é priorizar os exames de checkup.

Independentemente do Novembro Azul, é fundamental que toda a população tenha consciência da importância da prevenção do câncer de próstata. Sendo assim, não deixe de fazer as consultas anuais com um urologista e se certificar de que está com a saúde em dia!

Gostou do artigo? Compartilhe nas suas redes sociais essas informações, para que todos os seus amigos fiquem cientes sobre a doença!

Posts relacionados

Deixe um comentário